Personalidade Paranóide e Relações

 

Por Cleunice Paez

O Transtorno de Personalidade Paranóide é caracterizado por comportamentos de desconfiança, extrema cautela e busca de motivos ocultos da aproximação das pessoas. Normalmente são idealizadores de suas razões, visando os outros como traidoras ou não dignos de sua confiança.  Acreditam que os outros podem se utilizar de seus pontos fracos para se apropriar de si ou tirar algum proveito.

Essas pessoas têm muito medo de se tornarem vulneráveis aos outros, tomando cuidado em expor sentimentos e pensamentos. Um dos principais medos inclui ser menosprezado ou diminuído, assim entram em constante alerta e defensiva. Procuram sempre por pistas ou evidências que confirmem suas crenças.

O principal sentimento que guardam é a raiva, por sentirem que os outros o abusam constantemente, ficam em estado de vigilância e isso faz com que a ansiedade aumente. Pessoas com este tipo de personalidade podem ser delirantes, por medo de perseguição ou prejuízos, mas também podem apresentar sinais muitos sutis de desconfiança que passam despercebidos por pessoas não tão próximas.

Em muitos casos, podem ocorrer dificuldades em relacionamentos amorosos, justamente pela dificuldade em confiar ou sentir que seus sentimentos podem ser invadidos, tornando a pessoa com uma barreira sentimental, além de muitas crises de ciúmes por medo de ser traído. Nestes termos pode se incluir muita raiva de si, por acabar perdendo o controle da situação e dos passos do parceiro.

Esse ciúme em excesso se torna muito prejudicial, já que a tendência é que a auto estima da pessoa diminua, ao mesmo tempo que não se julga merecedora do amor, desconfia da atenção e amor do parceiro,  tornando o relacionamento uma verdadeira prisão.

A capacidade de se arriscar mais nos relacionamentos, pode render relações mais estáveis e com mais cumplicidade, assim como a confiança é um dos princípios de qualquer relação.

Apesar de a personalidade ser própria da pessoa, pode-se quebrar algumas crenças sobre confiança, levantando evidências e a importância em manter pessoas significativas. É um longo processo, mas é possível voltar a ter uma vida mais saudável se monitorando em momentos de stress e ansiedade.

A pessoa pode compreender que isso faz parte de sua personalidade, mas que pode ser reduzido e passar do constante estado de alerta, para um caráter mais cauteloso. Isso acrescentará em ganhos, já que muitas oportunidades são evitadas pela desconfiança do risco ou pelo medo de se magoar.