Terapia Cognitiva Comportamental

 

A terapia cognitiva comportamental tem como base o trabalho no contexto dos pensamentos, sentimentos e seus comportamentos. Cada pessoa pode interpretar de diferentes formas o mesmo acontecimento e isso será o diferencial para cada resposta ao comportamento e emoções diferentes.

 

Nossas interpretações se determinam pela forma com que reagimos diante do que acreditamos, ou seja, nossas crenças, que muitas vezes não estão adaptadas de maneira mais realista e funcional. Estes pensamentos e crenças disfuncionais em que não ajudam em nossa melhora interferem na forma como nos comportamos, seja deprimindo, ficando ansioso, cada um reage de uma forma diante de seus pensamentos.

 

Assim começa o trabalho da terapia cognitiva, trabalhando em cada pensamento, identificando as crenças, atuando no problema central, objetivando o tratamento e por isso os crescentes resultados são observados em vários estudos comprovados. Ocorrendo melhoras em várias áreas de transtornos emocionais como depressão, transtornos de ansiedade (fobias, pânico, hipocondria, transtorno obsessivo-compulsivo), dependência química, transtornos alimentares, problemas interpessoais, incluindo terapia familiar e de casal.

 

Claro que também depende de cada paciente, da sua disposição em melhorar, em realizar as lições de casa, de todo o compromisso para ocorrer eficácia. O terapeuta possui uma participação mais ativa e muitas vezes didática para ensinar o paciente a aprender como lidar com seus sintomas, as sessões são estruturadas e com constante feedback para entender pontos a serem trabalhados e assim o paciente consiga alcançar suas metas terapêuticas.